A Nova Promessa

Daniel Escobar

03/Set/2014 – 04/Out/2014

Voltar a lista de exposições

Navegação

  • Press Release
  • Press Release

    A Nova Promessa


    A casa própria, o carro novo, a roupa cara, a obra de arte exclusiva. Quanto tempo leva para seu sonho material se tornar ruína? Em A Nova Promessa, Daniel Escobar aborda cinicamente artimanhas ilusionistas da publicidade para apresentá-las como um dos motores do acelerado movimento de consumo e descarte que sustenta - e devora - o mundo atual. Seguindo uma tradição artística iniciada nos anos 1960, suas propostas surgem de observações sobre a cidade e suas dinâmicas truncadas, cujos tropeços permitem que obras conceituais operem como intervenções reais, fora do meio da arte.


    Esta individual comenta o lado patético da nossa condição humana resumida a consumidores na era pós-fordista, e traz no título também uma ironia ao próprio sistema da arte contemporânea, o qual se tornou uma máquina provedora de objetos de alto apelo plástico e baixa densidade discursiva, que consagra velhos artistas e descobre jovens talentos de acordo com tendências curatoriais de eventos como as Bienais de Arte.


    A Nova Promessa é um desdobramento do projeto Seu Lugar é Aqui, Seu Momento é Agora, realizado em junho deste ano no Santander Cultural, em Porto Alegre. Ali, Escobar partiu da análise de um vasto material propagandístico de lançamentos imobiliários para pesquisar a linguagem ilusionista do marketing e desnudar a beleza fictícia ofertada em campanhas publicitárias. Na ocasião, foi apresentada pela primeira vez a obra Anuncie Aqui, um outdoor em escala real disponibilizado dentro da instituição como um espaço de aluguel verdadeiro.


    Ao ser remontada na fachada da Zipper, Anuncie Aqui inverte a norma de novo, uma vez que a operação comercial não se concretiza justamente onde em princípio poderia ocorrer. Assim, a mídia publicitária se apresenta como uma intervenção na arquitetura e no meio urbano e, mesmo que desprovida de sua função primordial, se coloca como uma exceção no espaço público paulistano, onde está proibido por decreto instalar esse tipo de suporte. Exposta na rua, a placa se autoanuncia enquanto afirma a natureza da galeria e desvenda estratégias artísticas para reinventar códigos éticos e criar mecanismos de privilégios pela arte.


    Esta individual reúne outras obras relacionadas com a mostra de Porto Alegre como A Especulação Imobiliária - caixas de acrílico parcialmente preenchidas com réplicas de peças de jogos infantis de construção, feitas com papel dos folders de lançamentos imobiliários, e painéis da série que nomeia esta individual, A Nova Promessa, nos quais o artista explora o esvaziamento da linguagem pela publicidade ao bordar, com fios de ouro, frases extraídas de campanhas publicitárias sobre volantes de loteria. Das obras executadas para esta ocasião, temos o emblemático letreiro de LED A História mais Curta e o mágico painel Todos os Nossos Desejos, que proporciona uma paisagem pictórica de ilusórios fogos de artifício feitos com milhares de confetes recortados de cartazes publicitários descartados. De certo modo, esta obra resume a exposição.


    Daniel Escobar produz a partir da potência sígnica das imagens e dos objetos, equilibrando visualidade pop com conceitos elaborados, em obras geradas por processos industriais, tecnológicos ou de manufatura. Realizando trabalhos bem acabados e esteticamente agradáveis, o artista seduz o espectador pela forma para logo depois o inserir no universo crítico do seu discurso, situado muito além da simples aparência.


    Daniela Labra, 2014.


     

    Texto crítico

    None

    Catálogo