Exposições

Exposições: Bem-vindos & Layla Motta | De 24 de Junho a 3 de Agosto

blog.Category.None

Exposições: Bem-vindos & Layla Motta | De 24 de Junho a 3 de Agosto

Daniel Escobar, Zoom II, Cortiça, alfinetes para mapas e fragmentos de cartazes outdoor publicitários., 60 x 90 cm, 2011

Bem-vindos
Abertura: Sábado, 22 de junho, das 12h às 17h


Com curadoria de Paula Braga, a Zipper apresenta a mostra Bem-vindos, com trabalhos de 6 artistas recém-chegados ao grupo representado pela galeria. A colombiana Adriana Duque fotografa personagens perturbadores e atraentes ao mesmo tempo, crianças vestidas luxuosamente em cenários barrocos que parecem se sobrepor, como numa fantasia, ao real de interiores domésticos humildes. Do México, Ricardo Rendón nos envia feltros que são pacientemente furados e fazem uma síntese entre artesania e processos mentais. A partir de um retângulo de feltro, o artista produz dezenas de variações ao esvazia-lo de matéria, extraindo centenas de rodelas do tecido, que surpreendentemente não desaparece, mas fortalece-se na nova forma. De Portugal, Rodrigo Oliveira olha para o Brasil e explicita, pela menção à arquitetura moderna e a itens industriais estereotípicos, os paradoxos de uma sociedade que amalgama plenitude de recursos e carência social. Daniel Escobar apropria-se de produções gráficas como guias de viagem ou pedaços de outdoors publicitários, feitos para comunicar uma mensagem inequívoca, e transforma-os em obras abertas que incitam a crítica a métodos da sociedade do controle. Marcelo Amorim invoca a infância em imagens também apropriadas de manuais e fotografias que ditam regras de comportamento, reproduzindo-as à mão e velando-as com uma camada leitosa, que as torna difusas, exatamente indefinidas como os processos de assimilação de padrões de conduta antes da idade adulta. Camille Kashani faz reviver a madeira morta dos cabos de vassouras e enxadas, dos bancos e caixas, como se a árvore derrubada para confecção de objetos utilitários voltasse à vida, negando-se a uma função servil.


Layla Motta | Rastros
Abertura: Sábado, 22 de junho, das 12h às 17h


O projeto Zip’Up recebe a exposição Rastros, primeira individual de Layla Motta. Após participação de destaque no mais recente Salão dos Artistas sem Galeria, a artista exibe fotografias de variadas séries. A produção de Layla versa sobre o tempo e faz do fotográfico a matriz para uma investigação intimista sobre o efêmero, o vestigial, o construído e o natural, este visto de modo denso. Curadoria: Mario Gioia.


Quando?
Abertura: Sábado, 22 de Junho, das 12h às 17h
De 24 de junho a 3 de agosto
Segunda a sexta-feira das 10h às 19h
Sábado das 11h às 17h

Notícias relacionadas

Imagens